BLOG

Três tendências da indústria que devem marcar 2019

Algumas tendências da indústria prometem se destacar em 2019, graças aos empresários que estão otimistas em relação à economia e seus negócios, neste cenário, a grande maioria diz que pretende investir em novas tecnologias e métodos durante o ano. De acordo com uma pesquisa feita pela Deloitte, entre 97% dos empresários que dizem que vão realizar algum investimento em 2019, a maioria diz que pretendem lançar novos produtos ou serviços e adotar novas tecnologias. Em relação a indústria catarinense, ela fechou o ano de 2018 praticamente recuperada e com uma expectativa grande de crescimento para os próximos meses.

Essas tendências da indústria também oferecem oportunidades valiosas para quem sabe enxergar e analisar o que deu certo no ano que passou, se mostrando promissor no curto, médio e longo prazo. Além disso, são inovações essenciais para se destacar em meio a concorrência já estabelecida e para criar diferenciais competitivos em novos negócios. Pensando nisso, separamos uma lista com três das principais tendências da indústria para você apostar em 2019.

 

Big Data

As mais diversas ações diárias da sociedade tornaram-se dados valiosos paras as empresas, que podem utilizá-los para conhecerem melhor seus clientes, entenderem seu comportamento de compra e até prenunciarem uma crise no setor ou migração de clientes à concorrência. Neste cenário cada vez mais dinâmico, o big data se mostra uma forte tendência da indústria, um termo que descreve o grande volume de dados que sobrecarrega as empresas diariamente. Mas não é a quantidade de dados disponíveis que importa; é o que as organizações fazem com eles. O big data pode ser analisado para obter insights que levam a decisões melhores e ações estratégicas de negócio, permitindo a uma empresa estar à frente da concorrência.

 

Internet das Coisas

O conceito de internet das coisas é bem fácil de compreender: trata-se da inserção da web em todos os objetos que nos rodeiam no cotidiano. Através dessa tecnologia, várias máquinas e dispositivos industriais poderão estar conectados à internet ou a sistemas centralizados, permitindo aos fabricantes aceder facilmente a bases de dados ricas em informação sobre as suas unidades de produção, podendo ser utilizadas para a monitorização de fluxos produtivos, gestão de inventários, entre outros processos. A nova geração de plataformas de internet das coisas pode ajudar as empresas a combinar novas fontes de dados com as já tradicionais, examinando informações em tempo real. Esse tipo de iniciativa permite fazer novas correlações de dados e é fundamental para questionar o pensamento institucional, além de agilizar mudanças.

 

Realidade Aumentada

A Realidade Aumentada (RA) é uma tecnologia que permite a integração do mundo virtual ao mundo real, adicionando elementos virtuais à realidade física. Através da câmara de um smartphone, por exemplo, é possível visualizarmos conteúdos como vídeos, imagens ou infografias, mas também hologramas, efeito Raio X ou animações. Tudo sobreposto à nossa realidade. Isto permite que possamos visualizar tutoriais sobrepostos às máquinas, realizar intervenções de manutenção ou inspeção com a ajuda de especialistas remotos ou visualizar instruções nos locais, que permitam evitar erros ou acelerar processos.  A Realidade Aumentada na Indústria pode ainda contribuir para um aumento da eficiência em processos internos, bem como reduzir inúmeros custos.

 

Diante de tantas expectativas para o ano que se inicia, essas três tendências da indústria prometem ser destaque em 2019, mostrando que a tecnologia e inovação estão chegando para facilitar o dia a dia das empresas. 

Publicações relacionadas