stacks of wooden materials inside a furniture factory

BLOG

O futuro já chegou: a indústria de móveis 4.0

A indústria de móveis 4.0 já é uma realidade no Brasil e deve se consolidar como modelo de negócio que integra tecnologia, inovação, gestão e resultados.

Conheça as principais inovações que já são realidade na indústria moveleira

A tecnologia chegou para ficar em todas as áreas do mercado e a indústria é uma das que têm sido mais impactadas positivamente com o uso de novos equipamentos e processos informatizados. Mas será que incluir maquinários de ponta na linha de produção é suficiente para se considerar uma indústria 4.0? Afinal, o que é esse conceito e como ele tem sido inserido na indústria de móveis? Essas são apenas algumas das muitas dúvidas que ainda surgem quando o assunto é o futuro do ramo moveleiro do Brasil.

Criado na Alemanha e considerado por especialistas como a 4ª revolução industrial, o conceito 4.0 engloba o uso de recursos tecnológicos variados e de maneira estratégica para que a empresa possa integrar seus processos, otimizar fluxos, obter melhores resultados e ter uma melhor performance econômica e produtiva. Em resumo, as tecnologias disponíveis de forma isoladas (que compõem grande parte do cenário industrial atual), passam a ser usadas de forma convergentes e aperfeiçoadas ao ponto de criar mecanismos que permitem a utilização de biotecnologia e nanotecnologia, por exemplo.

Isso tudo ainda pode parecer muito distante da indústria de móveis, contudo, os primeiros passos já estão sendo dados e há muitas coisas que podem ser feitas sem a necessidade de uma mega estrutura de pesquisa e desenvolvimento. Para exemplificar, imaginemos uma fábrica de móveis de grande porte, com um parque tecnológico recentemente atualizado com equipamentos de ponta, mas que ainda adota processos antigos e desalinhados relacionados à capacitação profissional, gestão dos custos, logística e vendas. Com o auxílio de softwares e, principalmente, com visão holística e inovadora dos gestores, é possível coletar dados diversos que, quando combinados e analisados em conjunto, permitem mudar de forma positiva toda cadeia de produção e comercialização do produto.

Deixando ainda mais claro o mesmo exemplo, por meio dessa análise mais criteriosa proporcionada por um software ERP (sistema de gestão empresarial integrado), foi possível identificar um desperdício de matéria-prima em determinada etapa do processo fabril e que a qualidade do produto pode ficar comprometida devido a uma falha na etapa de acabamento. Além disso, por meio das métricas de marketing digital, foi possível observar uma mudança no comportamento do cliente final, que deseja móveis com recursos ergonômicos ainda não oferecidos pelos móveis produzidos naquela fábrica. Para completar, outro ponto que chamou a atenção é que o tempo médio que o produto já fabricado tem ficado em estoque tem sido muito superior ao estimado no planejamento e que esse problema pode ser resolvido efetivando novas parcerias de Marketplace para venda online.

Com esse exemplo hipotético, é possível perceber que a tecnologia em si não é a solução para melhores resultados, mas, sim, como esses recursos podem ser utilizados a fim de trazer subsídios para a tomada de decisão. E esse é o momento ideal para quem desejar estar à frente no futuro.

Futuro do mercado moveleiro Brasileiro

De modo geral, especialistas são otimistas quanto ao desenvolvimento do mercado moveleiro no país. Mesmo diante da crise enfrentada pela indústria brasileira nos últimos anos, o setor moveleiro é um dos que têm obtido bons resultados frente à recessão de outros segmentos. Dados divulgados no balanço da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do RS (Movergs) mostram que somente em 2017 (último dado divulgado) o setor registrou quase R$ 64 bilhões referente à produção nacional, e mais de US$ 600 milhões em exportações.

Outro dado importante é que o segmento tem, sim, investido em tecnologia, o que mostra uma visão menos conservadora e um olhar futuro do negócio, além de ter se mostrado disposta a manter-se atualizada no intuito de aumentar a competitividade no concorrido mercado internacional.

Isso mostra que algumas fábricas já estão adotando conceitos da indústria 4.0 e vêm fazendo isso com a integração de sistemas, automação industrial e uma série de outras medidas que acompanham o cenário mundial.

Como se preparar para o futuro 4.0 da indústria moveleira

Foco no cliente e no mercado: estar atento ao que o cliente deseja, como móveis mais customizáveis e multiuso, pode ser um caminho interessante a seguir. Nesse novo contexto de mercado, com uma pluralidade de opções, o cliente dará preferência por produtos que realmente atendam às suas necessidades e expectativas, incluindo funcionalidade, qualidade e preço.

Responsabilidade socioambiental: o modelo de gestão sustentável deve caminhar de mãos dadas com as novas tecnologias. Priorizar processos com mínimo impacto ambiental e social são primordiais e devem ser cada vez mais exigidos por clientes, investidores e órgãos públicos.

Investimento em inovação: o mundo 4.0 é dinâmico e está constantemente mudando. Por isso, é importante estar atento às novidades do mercado, às novas práticas de gestão, ao desenvolvimento sustentável e aos modelos de negócios que vêm atraindo clientes e investidores.Não há mais espaço para empresas que param no tempo e agem e pensam da mesma forma por muitos anos.

Fornecedores de confiança: alguns componentes fundamentais do processo de fabricação são a matéria-prima e os insumos utilizados nas etapas de produção. Escolher um fornecedor que também adota modelos 4.0 em sua gestão, que investe em tecnologia e pesquisa para oferecer sempre um produto de melhor qualidade, certamente, garantirá mais qualidade aos produtos fabricados.

A Quimicolla vem acompanhando as novidades do mercado e busca estar sempre atualizada para oferecer produtos, atendimento técnico e serviços direcionados para necessidades específicas dos clientes. E quando o assunto é inovação e tecnologia, a Quimicolla sai na frente mais uma vez, com um laboratório completo disponível para testes de produtos, sem custo algum para os seus clientes. Quer conhecer mais sobre a Quimicolla? Confira a linha de adesivos e solventes e agende uma visita com um dos técnicos especializados.

Publicações relacionadas