adesão na cola para espuma

BLOG

Passo-a-passo: como garantir adesão na cola para espuma

A falta de adesão na espuma pode causar a descolagem. Confira um passo-a-passo com tudo sobre cola para espuma!

A espuma é um material bastante utilizado no ramo moveleiro, como é o caso dos sofás, colchões e cadeiras. Contudo, também é comum na indústria automotiva, em especial na montagem dos estofados para veículos.

Por ser maleável e encontrada em diferentes densidades, a espuma ajuda a dar forma aos assentos. Acima de tudo, oferece conforto ao cliente.

Mas, para que isso seja possível, é essencial que a espuma seja colada adequadamente no revestimento. Neste artigo, confira como garantir maior adesão na cola para espuma.

Sumário:

clique para ir até à parte indicada

Como garantir a adesão da cola para espuma?


Para garantir o sucesso na colagem, é preciso considerar: o tipo de cola adesiva escolhida e a técnica de aplicação.

Começando pelo primeiro item, a escolha da cola ideal é fator fundamental para que não ocorra a descolagem. Diferentemente dos tecidos, a espuma não tem uma superfície 100% lisa e ainda tem muita facilidade de absorção da cola.

Sendo assim, alguns tipos de cola acabam não sendo recomendadas para colagem de espuma. Veja algumas dicas:

Escolhendo a melhor cola para espuma

Passo 1

Verifique a densidade da espuma e a resistência desejada

Existem espumas de diferentes densidades, para produtos diversos. Por exemplo, espumas de menor densidade aguentam menos peso e, por sua vez, não oferecem o mesmo conforto.

É importante saber que a espuma usada no assento de banco de carro, por exemplo, não precisará ser a mesma usada no encosto do mesmo banco. Isso porque a resistência de cada parte é diferente.

Para garantir a qualidade da espuma, verifique se o material foi devidamente testado. Colchões de espuma, por exemplo, devem operar na Portaria Inmetro nº 79/2011.

Observar esses fatores é essencial a escolha adequada da cola.

2º passo

Confira o tipo de cola indicada para cada equipamento

Existem diferentes modelos de pistolas para aplicação de cola. Da mesma forma, também há tipos específicos de colas adesivas para cada tipo de equipamento.

Em geral, os adesivos mais adequados para colagem de espumas são os que têm um filme flexível para manter a memória da espuma. É isso que irá garantir a maciez e o conforto do estofado.

Esse tipo de adesivo é feito à base de borracha termoplástica, também conhecido como TR.

A Quimicolla, indústria de adesivos, possui uma família de produtos de colas à base de TR indicadas para aplicação e dublagem de espumas. A linha Quimifort também possui secagem rápida e dispensa a necessidade de reativação do produto.

Para saber mais informações sobre esses produtos, clique aqui!

Realizando a colagem correta em espuma

colagem correta para adesão da cola em espuma

Como dito anteriormente, além da escolha da cola, é fundamental que a técnica de aplicação do produto seja realizada corretamente.

Primeiramente, é importante frisar que para a aplicação de cola para espuma deve ocorrer pela pistola.

A colagem com pincel não espalha o produto com eficiência, pois acaba acumulando cola em alguns pontos e faltando em outros. No final, o resultado é a descolagem.

Além disso, é importante estar atento a quatro itens importantes antes e durante o processo de colagem, que são:

1º passo

Realize a manutenção da pistola

Antes de qualquer coisa, mantenha a manutenção da pistola em dia. Realize a limpeza adequada, bem como os demais procedimentos para que o equipamento esteja em bom estado de uso.

Problemas de funcionamento e sujeira podem prejudicar a aplicação uniforme da cola.

2º passo

Regule corretamente a pistola

É importante calibrar a pressão da pistola, além de retirar a umidade do ar comprimido do equipamento antes de aplicar a cola.

3º passo

Faça o processo de colagem em uma cabine

Na cabine de colagem, o processo de colagem com a pistola é realizado com mais precisão. Lembre-se que a cabine deve ser adequada ao tamanho da peça a ser colada.

4º passo

Controle a temperatura e a umidade do ar

Esses controles são essenciais. Um ambiente mais frio e úmido, por exemplo, deixa o tack ativo da cola por menos tempo (tack é o nome dado à “pega” inicial da cola).

Por outro lado, quando o ambiente está mais quente e seco, o tack fica por mais tempo. Esses fatores que vão interferir na secagem e prejudicar a qualidade da colagem da espuma.

Por fim, é importante destacar que a forma recomendada de comprar uma cola adesiva para espuma é através da testagem prática do produto. Na Quimicolla, é possível solicitar um atendimento técnico especializado.

Além disso, a Quimicolla conta com um laboratório de testes próprio. Ele pode ser utilizado por você, para ter a certeza de que está comprando o produto certo! Se preferir, você também pode receber uma amostra do produto para a testagem.

Gostou? Então clique aqui e conheça a família de adesivos Quimifort.

Publicações relacionadas